MORADORES DO BAIRRO SÃO GERALDO COMEMORAM REFORMA DA UNIDADE DE SAÚDE

blog-qsp- reforma

Na manhã da última sexta-feira (26), a comunidade do bairro São Geraldo prestigiou a entrega da reforma da unidade de saúde do bairro. O ato público reuniu, secretários municipais, comunitários, equipe de governo e profissionais de saúde.

O presidente da Associação de Moradores do bairro, João Alexandre Alves, de 75 anos agradeceu ao prefeito Isaac pela nova estrutura de saúde para a comunidade. “São Geraldo hoje está em festa, recebemos um equipamento de saúde todo estruturado, com novos equipamentos e tudo muito bonito porque nosso bairro merece. Temos agora um posto com sede própria e devemos zelar por ele”, destacou o comunitário.

Continuar lendo

“A PSICOLOGIA AJUDA NO REESTABELECIMENTO E MANUTENÇÃO DA SAÚDE”, ACREDITA PROFISSIONAL DA UPAE/IMIP DE PETROLINA

blog-sqp-tatyane torres

A palavra psicologia deriva do grego e significa psyche (mente ou alma) e logos (conhecimento), ou na sua definição mais antiga: “ciência da alma”. Desde esse tempo a psicologia tenta trazer respostas sobre as doenças da mente e sua relação com o corpo físico. Atualmente, já existe uma especialidade dentro da área que visa a melhor percepção da psyche a respeito dos temas relativos à saúde. Na Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP), por exemplo, a psicóloga Tatiany Torres integra a equipe multiprofissional e defende esse conceito de saúde integral.

De acordo com Tatiany, a modalidade terapêutica que é desenvolvida na UPAE visa promover um bem estar emocional, de modo que esse equilíbrio possa auxiliar no reestabelecimento e manutenção da saúde. “De forma geral, cada paciente traz a sua demanda e nós trabalhamos em cima dela. Enquanto psicóloga não me cabe diagnosticar, mas trabalhar em cima dos sintomas fazendo com que esse indivíduo possa desvelar suas questões emocionais, melhorando assim seu organismo como um todo. O ambulatório da UPAE dispõe de diversas especialidades médicas e não médicas. Cada profissional lança um olhar diferenciado ao paciente e o resultado se reflete na alta resolubilidade da Unidade”, explica.

Continuar lendo

DIA DO PSICÓLOGO: PROFISSIONAIS DO HDM/IMIP COMEMORAM DATA COM FUNCIONÁRIOS E PACIENTES

blog-qsp-dia do psicologo

No último sábado (27) foi comemorado o Dia do Psicólogo e a equipe de psicologia do Hospital Dom Malan/IMIP, em Petrolina (PE), realizou diversas atividades para usuários e funcionários da instituição. Através de Rodas de Conversas, dinâmicas e entrega de material informativos, foram discutidos temas como: o Papel do Psicólogo na Equipe Multiprofissional e no Ambiente Hospitalar.

Assim como os demais profissionais, o psicólogo faz parte da equipe hospitalar e estar inserido junto ao corpo de funcionários de forma integrada e multidisciplinar. Fazem parte psicólogos, residentes e estagiários da área. “A atuação do psicólogo tem a finalidade de ajudar aos pacientes a fazer a travessia do seu processo de adoecimento, se caracterizando pela intervenção em diversas situações”, explica a psicóloga, Jessica Melo.

Continuar lendo

PREVINA-SE CONTRA O AVC, MÉDICO DA UNIMED VSF FALA SOBRE OS PRINCIPAIS CUIDADOS, TRATAMENTOS E PREVENÇÃO

blogqsp-samuelmiranda

Segundo a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDCV), o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a doença que mais mata os brasileiros e a principal causa de incapacidade no mundo. O neurocirurgião da Unimed Vale do São Francisco, Samuel Miranda de Moura, explica abaixo as principais causas, tratamentos e prevenção do AVC.

Segundo o médico, “O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é o surgimento de um déficit neurológico súbito causado por um problema nos vasos sanguíneos do sistema nervoso central. Ele atinge com mais frequência indivíduos acima de 60 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade, inclusive nas crianças”, ressalta o médico.

 O AVC é dividido em 2 tipos. “Primeiro o AVC isquêmico: devido a obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria cerebral causando falta de circulação no seu território vascular. Ele é responsável por 85% dos casos de AVC. Já o segundo é o AVC hemorrágico que é causado pela ruptura espontânea de um vaso, com extravazamento de sangue para o interior do cérebro, para o sistema ventricular e/ou espaço subaracnóideo” diz o neurocirurgião.

Entre as causas do AVC, o especialista destaca que “doenças do coração são as principais causas de AVC, especialmente as arritmias, batimentos cardíacos desregulados. Outras causas comuns são diabetes, hipertensão arterial e dislipidemias”, diz.

 “A melhor prevenção é o conhecimento e controle rigoroso com os fatores causais como doenças do coração, hipertensão arterial, diabetes e dislipidemia. Além disso, deve-se associar uma atividade física regular, evitar obesidade, limitar o consumo de álcool e evitar o fumo do cigarro.

Tratamentos

O tratamento vai depender do tipo de AVC. Na maioria dos casos o tratamento é conservador. “Nos casos de AVC isquêmico usamos medicamentos anticoagulantes, antiagregantes e estatinas. Alguns casos mais graves e extensos pode-se usar o tratamento cirúrgico. Nesses casos o diagnóstico precoce diminui o risco de sequelas com o uso de trombolíticos”, pontua.

“Já nos casos de AVC hemorrágico o tratamento vai depender do tipo e tamanho da hemorragia. Por se tratar de uma patologia mais grave o monitoramento do neurocirurgião é essencial para decisão terapêutica. Em ambos os casos o tratamento é hospitalar, sendo importantíssimo o transporte imediato do paciente ao hospital para melhores resultados”, finaliza Samuel Miranda de Moura.

Ascom

PARCERIA DO IMIP COM O BRITISH MEDICAL JOURNAL BENEFICIA UPAE E HDM EM PETROLINA

blogqsp-BMJ

Além da Assistência Médico-Social, o Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP) tem como base o ensino e a pesquisa científica. Pensando nisso, a instituição deu mais um passo para fortalecer esse tripé. O IMIP fechou parceria, no primeiro semestre de 2016, com o British Medical Journal (BMJ), uma das mais influentes e conceituadas publicações sobre medicina no mundo, pioneira na migração para publicação digital e desenvolvimento do acesso aberto aos produtos que promovem a educação e o aprendizado dos profissionais de saúde em instituições de ensino, hospitais, entidades públicas e sociedades médicas.

Dessa maneira, profissionais do Instituto e das 15 unidades de saúde geridas pelo IMIP em Pernambuco passaram a ter acesso a 27 periódicos e mais de 2 mil publicações recentes sobre diferentes especialidades da área de saúde. A novidade também permite a produção de projetos de intervenção clínica e de gestão, com possibilidade de publicação em revistas científicas internacionais. Já a extensa biblioteca virtual do BMJ Learning, composta por textos, vídeos e áudios permite a pesquisa e a troca de embasamento teórico.

Para tirar dúvidas sobre o acesso e utilização da plataforma foi realizado na quarta-feira (24) mais um treinamento BMJ Brasil, ministrado pela bibliotecária Laura Santana em Recife. O momento foi transmitido on line para as unidades do IMIP Gestão. Em Petrolina, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina e Hospital Dom Malan foram os beneficiados.

“Através dessa parceria os médicos e pesquisadores tem acesso a um vasto conteúdo, assim como uma ferramenta importante para produção de pesquisa e publicação científica, pois a própria plataforma converte o conteúdo em artigo. Os treinamentos têm como objetivo ampliar o conhecimento acerca desses recursos”, esclareceu a bibliotecária.

A coordenadora geral da UPAE, Magnilde Alves, considera a iniciativa positiva: “Ficamos felizes do IMIP ter fechado essa parceria com o grupo BMJ e de estar ampliando esse acesso às suas unidades gerenciadas. Com certeza, estimularemos o uso da plataforma entre os nossos colaboradores”. As ferramentas digitais do BMJ são fundamentais no ensino e educação continuada, auxiliando a tomada de decisões dos profissionais junto aos pacientes, primando, dessa forma, pela melhoria da qualidade na área da saúde.

Anna Monteiro

PREFEITURA DE JUAZEIRO REALIZA AÇÃO DE COMBATE A DENGUE NO CANAL DO BAIRRO JOÃO XXIII

blogqsp-canal-juazeiro

A prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde realizou no último sábado (20) mais uma ação de combate a dengue e no controle dos criadouros do mosquito no canal do bairro João XXIII. O objetivo da ação foi garantir mais saúde e qualidade de vida para a população. Assim como a limpeza dos canais do município o fumacê já foi redobrado em quase todos os bairros de Juazeiro.

Uma das estratégias do governo em combate ao mosquito foi à criação do Denguezapp, para que a população envie fotos e vídeos de possíveis focos do mosquito transmissor da Dengue. As denúncias são repassadas para as equipes de combate às endemias, que fazem a vistoria nos locais indicados pelos contatos via What’s App. O número do serviço é (74) 9 9198-3057.

A Secretaria de Saúde de Juazeiro orienta ainda que é preciso que toda sociedade se envolva nesse combate e adote hábitos diários de prevenção, como manter garrafas vazias viradas para baixo, trocar a água das plantas aquáticas regularmente, entre outras ações capazes de reduzir os criadouros.

Daniela Duarte/SESAU

AME JARDIM AMAZONAS SERÁ INAUGURADA HOJE

A população dos bairros Jardim Amazonas, Alto do Cocar I e II, Parque São Paulo e Jardim Brasília passará a ser atendida na AME Saúde da Família Dr. Gaudêncio do Nascimento, no Jardim Amazonas. A unidade será inaugurada nesta segunda-feira (22), às 17h.

ame predio

Entre os serviços disponíveis à comunidade estão consultas médicas, de enfermagem, odontológicas, vacinação, pequenos procedimentos, atendimento multidisciplinar com psicólogo, educador físico, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, dispensação de medicamentos, etc.

A população dos bairros Jardim Amazonas, Alto do Cocar I e II, Parque São Paulo e Jardim Brasília passará a ser atendida na AME Saúde da Família Dr. Gaudêncio do Nascimento, no Jardim Amazonas. A unidade será inaugurada nesta segunda-feira (22), às 17h.

Entre os serviços disponíveis à comunidade estão consultas médicas, de enfermagem, odontológicas, vacinação, pequenos procedimentos, atendimento multidisciplinar com psicólogo, educador físico, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, dispensação de medicamentos, etc.

VAI COMEÇAR ALGUMA ATIVIDADE FÍSICA? FAÇA AVALIAÇÃO MÉDICA. CARDIOLOGISTA DA UNIMED VSF EXPLICA

blogqsp-edilsonrubens

A prática de atividade física é muito importante para manter uma boa saúde e qualidade de vida, mas é preciso ter cuidado ao começar. O cardiologista da Unimed Vale do São Francisco, Edilson Rubem Cavalcanti Andrade, fala sobre o assunto, chama a atenção e alerta que é necessário muito critério.

Antes de se iniciar atividade física é necessário uma avaliação médica. “Para pessoas com alguma morbidade (doença), como Diabetes e Hipertensão arterial ou histórico pessoal ou familiar de doença cardíaca, essa avaliação é obrigatória para que se tenha uma real diagnóstico do quadro clinico e se inicie um tratamento, evitando assim complicações, que podem ser sérias”, aconselha o especialista.

Segundo o médico, na avaliação clínica, se diagnostica Hipertensão Arterial, com a simples aferição da pressão arterial, patologias cardíacas e pulmonares, pela ausculta cardiopulmonar, realizada por profissionais da área de saúde.

Também são realizados alguns exames. O ECG (eletrocardiograma) que mostra ritmo e frequência cardíacos, e doenças congênitas (Síndrome de pré-excitação ventricular / WPW), que podem cursar com arritmias graves. O TESTE ERGOMÉTRICO que avalia a aptidão cardiorrespiratória, ritmo cardíaco, pressão arterial e investigação de coronariopatias em grupos específicos, servindo também para orientação do exercício físico.

O ECOCARDIOGRAMA, que avalia câmaras e válvulas cardíacas, e função ventricular esquerda, dentre muitas outras informações importantes e exames básicos como HEMOGRAMA E BIOQUÍMICOS (Glicemia, Colesterol / frações e Triglicerídeos) são também muito importantes, bem como RX TÓRAX.

O cardiologista alerta que podem ser evitadas complicações sérias, graves e até letais. “Um aspecto importantíssimo é mesmo antes de fazer a avaliação física com o profissional de Educação Física, se faça a avaliação médica, para evitar que a pessoa passe mal, se já for portador de alguma patologia”, declara.

O principal conselho que Edilson Rubem Andrade deixa é: “Comece sempre com muito critério e devagar. Nunca queira sair correndo inicialmente ou jogar bola, com exemplo, sem estar bem condicionado fisicamente. Consulte também um profissional da área de atividade física, pois também é muito importante”, finaliza.

Ascom

SERVIÇO SOCIAL TEM PAPEL FUNDAMENTAL NO ACOLHIMENTO DE USUÁRIOS NAS EMERGÊNCIAS DO HDM/IMIP

blogqsp-Assistente Social do HDM em atendimento

O Hospital Dom Malan/IMIP é uma unidade materno/infantil que atende aos 53 municípios que fazem parte da Rede Pernambuco/Bahia (Rede PEBA). Somente no primeiro semestre de 2016, a Emergência Pediátrica atendeu a 15.400 pacientes, já na Emergência Ginecológica foram 10.984 no mesmo período.

As emergências da Unidade de Saúde são climatizadas e preparadas para receber e acomodar os usuários do serviço. Para atender a toda esta demanda, o HDM possui diversos profissionais de diversas áreas como por exemplo médicos, enfermeiros, assistentes administrativos e serviços gerais. Entretanto, um profissional se destaca na atuação em usuários das emergências: o assistente social.

O papel assistente social no HDM tem a prática baseada os parâmetros para atuação do profissional na saúde. “Desenvolve ações socioassistenciais como orientações individuais e coletivas, encaminhamentos quanto aos direitos sociais, formula estratégias de intervenção através de estudo socioeconômico e realidade que o indivíduo está inserido visando a garantia de direitos, fortalecimento de vínculos familiares, entre outros”, pontua a coordenadora do serviço no HDM, Kátia Silene G. Carreiro.

Continuar lendo

MICROCEFALIA: CURSO CAPACITARÁ PROFISSIONAIS DOS SERVIÇOS DE PRÉ-NATAL

blogqsp-microcefalia

Profissionais de saúde que atuam nos serviços de pré-natal de sete municípios do Sertão Pernambucano participam, a partir desta quinta-feira (18/08), de uma capacitação para qualificar o acolhimento às gestantes. O curso dará ênfase, principalmente, à identificação precoce da microcefalia intraútero, assim como das possíveis complicações e os devidos encaminhamentos. Promovido pela VIII Gerência Regional de Saúde (Geres), com sede em Petrolina, as aulas serão realizadas, no Hotel Grande Rio, às 8h.

“Esperamos que esses profissionais sejam capazes de detectar precocemente as gestantes com suspeita de microcefalia intrauterina e proporcionar os devidos esclarecimentos sobre as intervenções oportunas em todo o período gestacional, sejam elas preventivas ou terapêuticas”, explica a gerente da VIII Regional de Saúde, Aline Jerônimo.

Com a finalidade de garantir o bom acompanhamento das gestantes, identificando precocemente as chances de apresentar evolução desfavorável, o curso pressupõe o cuidado de forma humanizada a partir do acolhimento e da avaliação de risco com os devidos encaminhamentos, quando necessário. Ao todo, o curso terá 32 horas de duração, dividido em quatro dias, e segue as recomendações do Protocolo Clínico e Epidemiológico de Microcefalia do Estado.

A expectativa é que 28 profissionais dos municípios Afrânio, Dormentes, Petrolina, Lagoa Grande, Orocó, Santa Maria da Boa Vista e Cabrobó sejam capacitados. Fruto da pactuação realizada na Comissão de Integração Ensino-Serviço (CIES) Estadual quanto às ações prioritárias a serem desenvolvidas pelas CIES Regionais através da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde.

Secretaria Estadual de Saúde – PE

CAPS I DE JUAZEIRO PASSA A FUNCIONAR EM NOVO ENDEREÇO A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA (15)

blogqsp-CAPS AD 24 horasA Secretaria de Saúde de Juazeiro informa que o Caps Infantil – Caps I, passa a funcionar a partir de segunda-feira, 15 de Agosto em novo endereço localizado na Rua 2 Nº 251, Bairro Alto da Maravilha.

A Rede de Saúde Mental em Juazeiro é formada pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) e o Centro de Apoio Psicossocial Infantil – CAPS I, que prestam assistência, respectivamente, aos usuários portadores de transtornos psíquicos graves e aos pacientes com problemas com uso abusivo de álcool, drogas e transtornos mentais decorrentes de substâncias psicoativas.

No CAPS II são feitos 400 atendimentos por mês na área da Saúde Mental e o CAPS AD realiza cerca de 300 atendimentos por mês, contribuindo para as melhorias das condições de saúde e bem estar da comunidade. O Centro de Apoio Psicossocial Infantil (CAPS I) é voltado para crianças e adolescentes que tenham problemas psicológicos decorrentes ou não do uso de drogas. Atende 465 crianças e adolescentes com idades entre 0 e 18 anos com transtornos mentais, como autismo, psicose e TDHA (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade).

Daniela Duarte/Sesau

 

PEDIATRA DA UNIMED VSF FALA SOBRE DOENÇA QUE ATACA APARELHO RESPIRATÓRIO, TRAQUEIA E BRÔNQUIOS; A COQUELUCHE

Ablogqsp-nazare-pediatra-unimed coqueluche é uma doença de caráter infeccioso e transmissível, precisa de bastante cuidado e atenção. Causada pela bactéria Bordetella pertussis, atinge o aparelho respiratório, traqueia e brônquios. A pediatra da Unimed Vale do São Francisco, Maria Nazaré Marinho, explica a forma de contração, sintomas, tratamento e diagnóstico da doença, confira abaixo:

A médica explica que a doença é contraída através do contato direto da pessoa doente com uma pessoa suscetível, não vacinada, por meio de gotículas de saliva expelidas por tosse, espirro ou ao falar. “Também pode ser transmitida pelo contato com objetos contaminados com secreções do doente. A coqueluche é especialmente transmissível na fase catarral e em locais com aglomeração de pessoas”, pontua a pediatra.

Sobre a prevenção a médica alerta que “apenas os indivíduos que já tenham adquirido a doença ou recebido a vacina DTP, no mínimo de três doses, não correm o risco de adquiri-la”.

Já a respeito dos sintomas, a doença evolui em três fases sucessivas. “A fase catarral inicia-se com manifestações respiratórias e sintomas leves, que podem ser confundidos com uma gripe: febre, coriza, mal-estar e tosse seca. Em seguida, há acessos de tosse seca contínua. E na fase aguda, os acessos de tosse são finalizados por inspiração forçada e prolongada, vômitos que provocam dificuldade de beber, comer e respirar”, explica Maria Nazaré Marinho

“O principal tratamento envolve tomar antibióticos. O diagnóstico pode ser feito por meio da observação dos sinais clínicos: tosse durante vários dias e semanas, em particular com acessos de tosse, etc. Para ter certeza de que é a coqueluche, o médico pode fazer um teste de laboratório para identificar as bactérias que causam a doença”, finaliza a pediatra.

Ascom Unimed

SECRETARIA DE SAÚDE DE JUAZEIRO REALIZA AÇÃO EM COMEMORAÇÃO AOS 10 ANOS DA LEI MARIA DA PENHA

lei-maria-da-penha-600x330A Lei Maria da Penha (n.11.340 de 07 de agosto de 2006) completou 10 anos de vigência. Nesse sentido a Secretaria Municipal de Saúde realiza uma programação nos dias 11 e 12 de agosto com ações educativas visando a intensificação da Lei Maria da penha e a prevenção ao combate à violência contra mulher. As ações acontecerão no Hospital Materno Infantil de Juazeiro e no Centro de Treinamento Jacaré com palestras e roda de conversa sobre a temática.

O evento tem como objetivo promover a autoestima feminina, valorização e o cuidado da saúde mental e física dos participantes, intensificar a importância da Lei Maria da Penha, além de orientar sobre o funcionamento da ronda Maria da Penha em Juazeiro, promover a participação e integração da população em relação a relevância da Lei e promover o social.

A lei Maria da Penha

Ela foi criada com o objetivo de coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher através de uma composição institucional de medidas de integração entre os Poderes e Entidades da Federação para assistir às mulheres, além de endurecer as respostas àquelas agressões cometidas no âmbito privado.

Confira a Programação:

Hospital Materno Infantil

Quinta-feira (11/08) às 15hs e Sexta-feira (12/08) ás 10hs

Palestrante: Comandante da ronda Maria da Penha – Nadjane Gonçalves de Sousa

Palestra sobre a Lei Maria da Penha: Avanços e desafios. O funcionamento da ronda Maria da Penha em Juazeiro.

Palestrante: Dir. Controle Social e Ed.Física : Cintia Catherine

Palestra: Autoestima da mulher.

Centro de Treinamento Jacaré

Quarta-feira (17/08)

Aulão de Zumba  às 19:00h com a educadora física: Cintia Catherine

Com a participação da comandante da ronda Maria da Penha: Nadjane Gonçalves de Sousa

 ATENÇÃO:

Para a participação do aulão  será solicitado a doação de 1kg de alimento não perecível, direcionando ao banco de alimentos da ronda Maria da Penha, com objetivo de dar assistência às mulheres assistidas pela Ronda Maria da Penha. Mas, a doação do 1kg de alimento não será critério obrigatório, para a participação do aulão.

Daniela Duarte/SESAU

“O SEGREDO PARA O CONTROLE DO COLESTEROL É O EQUILÍBRIO”, RESSALTA ESPECIALISTA DA UPAE/IMIP DE PETROLINA

blogqsp-upa-colesterolBoa parte dos brasileiros tem motivo para se preocupar com o colesterol. É que 60% da população mantém um alto nível de LDL – conhecido popularmente como colesterol ruim – no sangue, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Em quantidade elevada o colesterol pode se acumular e obstruir vasos, formando uma placa chamada aterosclerótica que pode reduzir ou até mesmo bloquear o fluxo de sangue para o coração, cabeça e pernas, causando infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e trombose, entre outas doenças.

O corpo humano precisa do colesterol para exercer suas funções, como a produção de alguns hormônios. O problema começa quando os níveis ultrapassam 200mg/dl para o colesterol total, 100mg/dl para o LDL e 60mg/dl para o HDL. “Nós temos o colesterol bom, que é o HDL, e o LDL que é o ruim. De uma maneira bem simples podemos dizer que eles possuem funções opostas. Enquanto o ruim pode provocar o entupimento dos vasos e artérias, o bom é capaz de remover o LDL do organismo, reduzindo o risco de infarto e AVC, por exemplo. As taxas dos dois precisam estar dentro dos níveis permitidos para trazer benefícios à saúde. Portanto, o segredo é o equilíbrio”, explica o cardiologista da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina, Helder Kester.

De acordo com o especialista, maus hábitos podem provocar o aumento da produção do colesterol pelo fígado. Fatores hereditários também podem contribuir negativamente. “Cerca de 25% do colesterol é obtido na alimentação e 75% é produzido pelo corpo. Uma alimentação equilibrada auxilia na redução do colesterol ruim e a prática de exercícios físicos aumenta o percentual do colesterol bom. Aqui entra também a questão da hereditariedade. Existem pessoas predispostas geneticamente a produzir mais colesterol. A hipercolesterolemia familiar, por exemplo, é uma doença genética associada a deficiência no transporte e metabolismo do colesterol. Nesse caso, o tratamento medicamentoso deve ser iniciado o quanto antes”, acrescenta.

Ainda sobre medicamentos, o cardiologista da UPAE alerta que as drogas para aumento da produção do HDL não são indicadas: “Os efeitos colaterais não valem os benefícios. Por isso, devem ser evitadas”. Quanto à dieta, o especialista acredita que não devem ser radicais. “Se a gente passa uma dieta muito rigorosa o paciente tem dificuldade em aderir. O ideal é que a alimentação seja balanceada. Em casos mais graves podemos até restringir alguns alimentos, mas não é o comum, até porque não podemos tirar totalmente as gorduras da dieta, pois o nosso organismo precisa delas”, defende. Para o controle, o médico ressalta que as consultas e exames de rotina são essenciais, pois “só assim pode-se verificar como estão as taxas no organismo”.

O dia 08 de agosto foi instituído como “Dia Nacional de Combate ao Colesterol” e a data serve para alertar justamente sobre essas complicações decorrentes do excesso de gordura no organismo. “Acreditamos que a prevenção ainda é o melhor remédio. Por isso, buscamos seguir o calendário do Ministério da Saúde para dar dicas sobre as doenças que mais acometem a população. Esperamos também dessa maneira estar contribuindo com a promoção da saúde”, revela a coordenadora geral da Unidade, Magnilde Alves.  

 Assessoria de Comunicação UPA24h/UPAE – Petrolina – PE

SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS SERVIDORES DE PERNAMBUCO ENFRENTA SUFOCO FINANCEIRO

blogqsp-SASSEPE

O Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores de Pernambuco (Sassepe) tem um passivo no valor de R$ 21,8 milhões relacionado a atraso no pagamento de redes conveniadas desde fevereiro. A informação é do Portal da Transparência do Estado e levanta preocupação sobre o fôlego do sistema para continuar a atender os beneficiários. A situação já foi pior, mas ainda há muito que melhorar, afirmam os usuários.

“Rede conveniada, tanto no interior quanto na capital, recebe com atraso. Por isso, começa a diminuir a quantidade de consultas para os servidores do Sassepe, como forma de pressionar o Estado. Não vão deixar de receber, mas se houvesse fôlego financeiro no sistema, isso não aconteceria. Mais de 70% do plano é pago pelos servidores. Se o Estado aportasse a mesma quantidade de recursos, não estaria enfrentando dificuldades. Quem mais sofre é o usuário do interior, onde a rede é menor”, afirma o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Civis de Pernambuco (Sindserpe), Renilson Oliveira.

Outro problema citado é o corte de gastos. Segundo a representante dos servidores junto à gestão atual do HSE, Beatriz Gomes, as áreas mais afetadas são transporte e telefonia. “O HSE teve melhorias em alguns pontos, como a reabertura de dez leitos de UTI. Só que estão tentando fazer economia em cima do hospital. Cortaram 20 linhas de telefone e reduziram os carros. Além disso, recebíamos o salário antes do fim do mês, agora estão postergando por uma semana. A gestão é criteriosa, o contingenciamento está no governo”, avalia.

As opiniões dos usuários sobre o plano se dividem. Mesmo com as dificuldades, boa parte dos beneficiários afirma que o sistema está evoluindo, com oferta de mais especialidades no Recife, diminuição do tempo de espera entre as consultas, ampliação de internamentos e reforma do Hospital dos Servidores (HSE). Alguns, como a professora aposentada Gracia Muniz, 67 anos, se dizem satisfeitos com o serviço. “Para mim, o Sassepe é melhor do que planos particulares mais caros. Já fiz cirurgia de catarata e fui muito bem atendida”, elogia.

Já o professor Marcos Henrique, 42, enfrenta a burocracia. Desde janeiro, o servidor tenta marcar cirurgia de adenoide pelo Sassepe, mas não consegue. Este mês, quando recebeu a autorização, descobriu que o hospital em que iria fazer o procedimento não integrava mais a rede. “Há seis meses, o médico me passou um remédio para ver se atenuava o meu problema. Porém, isso não aconteceu. Tento marcar a cirurgia e não consigo”, lamenta.

Em resposta, o Instituto de Recursos Humanos (IRH), responsável pela administração do Sassepe, afirma que busca garantir acesso e qualidade na assistência à saúde com base em decisões estratégicas tomadas em consenso entre os representantes do governo e dos servidores. A nota enviada pelo instituto diz ainda que a atual gestão “tem feito todos os esforços possíveis para administrar e diminuir o débito histórico do sistema”. Como resultado, cita, entre outros avanços, a abertura de dez novos leitos na UTI do HSE, conclusão das reformas do setor de quimioterapia e reforço da equipe médica. Sobre o salário, o IRH garante que o pagamento da folha de servidores, equivalente a R$ 2 milhões, consta no orçamento do Estado e é repassado regularmente, sem atrasos ou contingenciamentos.

Pe Notícias